Osteoporose – ossos saudáveis e fortes através da alimentação


A osteoporose caracteriza-se pela fraca densidade e qualidade dos ossos.

Os ossos tornam-se frágeis e porosos, suscetíveis a fraturas.

Por vezes, basta uma queda pequena ou uma deslocação mais brusca para que aconteça uma fratura na anca, no punho ou até mesmo nas vértebras, levando a uma diminuição drástica da qualidade de vida.

A população mais afetada é a do sexo feminino, sobretudo após a menopausa, contudo, os homens também podem padecer da mesma.

A osteoporose podendo surgir em qualquer idade, embora seja a partir dos 65 anos que mais se evidencia.

Fatores como a idade, antecedentes familiares, sedentarismo, falta de exposição solar ou até mesmo auso em substancias como cafeina, álcool e tabaco podem potenciar o surgimento da doença.

Em Portugal estima-se que a osteoporose afeta cerca de 800 mil pessoas, sendo o diagnóstico atempado e a prevenção fundamentais para que se evitem gastos desnecessários, mas sobretudo para preservar a qualidade de vida do paciente.

Adotar uma alimentação saudável e a pratica de exercício físico regular são medidas a tomar desde logo, de forma a prevenir ou retardar a evolução desta doença. Assim sendo, o acompanhamento nutricional é fundamental!

Desse logo, a alimentação da pessoa que padece de osteoporose deve ser rica em fontes de cálcio e de vitamina D (esta muito dependente da exposição solar), bem como proteínas e micronutrientes como o magnésio e o zinco.

A fonte universalmente conhecida como tendo um bom aporte de cálcio é o leite e derivados de produtos lácteos, contudo, não é a única.

Os legumes de folha verde escura e os frutos secos são excelentes fontes, assim como alguns peixes azuis: sardinha, cavala ou atum. Temos ainda alternativas vegetais como o tofu.

Porém, de nada vale consumir os produtos ricos em cálcio se não tivermos o aporte de vitamina D necessário para a sua absorção nos ossos.

A vitamina D é sintetizada pelo nosso organismo aquando da exposição solar, no entanto, alimentos como a gema do ovo e peixes gordos (salmão, sardinha ou cavala por exemplo) são fontes muito interessantes desta vitamina.

Por contraponto, se temos alimentos que devemos privilegiar, temos também aqueles a evitar: bebidas com gás; consumo de sal em excesso; álcool ou café são responsáveis por aumentar a perda de cálcio, tendo como consequência o elevado risco de fraturas.

Em alguns casos de maior deficiência de vitamina D no organismo, há necessidade de suplementar, contudo, deverá ser feito sempre sob indicação de um profissional.

Sendo considerada uma doença silenciosa, uma vez que não tem sinais nem sintomas, torna-se num grande desafio para os profissionais de saúde e para o próprio portador da doença, daí que a palavra de ordem é mesmo a prevenção.

Visite-nos numa Clínica Persona perto de si e agende uma Consulta gratuita e sem compromisso. Só assim é possível saber qual a melhor estratégia a seguir e ter a garantia de um acompanhamento personalizado e adaptado às suas necessidades específicas.

Mais de 30 anos de experiência

Mude com confiança. Alcance os seus objetivos através de tratamentos seguros, eficazes e acessíveis, projetados para resultados duradouros e sem surpresas desagradáveis.

Marcar consulta gratuita

Beneficie de um serviço exclusivo, com total transparência, sem custos escondidos e totalmente comprometido com os seus resultados.

  • Avaliação inicial gratuita.
  • Análise corporal completa.
  • Uma sessão gratuita do programa prescrito (excepto Pershape e Depilação permanente).
  • Planos personalizados e acompanhamento constante.
  • Profissionais de saúde qualificados e em constante formação.
  • Facilidade de pagamento.

Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.