Dieta Mediterranea

Dieta Mediterrânica


A dieta mediterrânica começou a ter popularidade no mundo científico nas décadas de 50 e 60, quando o epidemiologista norte-americano Ancel Keys começou a estudar a sua relevância para a saúde nomeadamente ao nível da doença cardiovascular (DCV).

Estabeleceu pela primeira vez a relação benéfica entre a alimentação e o estilo de vida dos povos do mediterrânico, principalmente na zona de Creta, outras regiões da Grécia e Sul de Itália, e o estado de saúde.

Durante cerca de 30 anos o epidemiologista, após a realização de alguns estudos, descreveu esta dieta como um tipo de alimentação “não muito calórica, baseada e produtos frescos, locais e sazonais” salientando a importância da restrição de algumas práticas para promover ganhos em saúde “restringir o consumo de gordura saturada, promover o consumo de gordura de origem vegetal (como o azeite), tendo o cuidado que não ultrapasse os 30% do consumo energético diário, favorecer o consumo de vegetais, fruta e lacticínios com baixo teor em gordura e reduzir o consumo de açúcares simples e sal”.

Na realidade, ao comparar os países do Norte da Europa ou os Estados Unidos da América com os países do Sul da Europa verifica-se que estes últimos têm uma taxa de incidência de DCV mais baixas e este facto poderá ser atribuído ao tipo de dieta e estilo de vida praticado.

Desde de 1993 que a dieta mediterrânica é definida pelas seguintes características:

  • Consumo abundante de alimentos de origem vegetal (produtos hortícolas, fruta, cereais pouco refinados, leguminosas secas e frescas, frutos secos e oleaginosos);
  • Consumo de produtos frescos da região, pouco processados e sazonais;
  • Consumo de azeite como principal fonte de gordura;
  • Consumo baixo a moderado de lacticínios, sobretudo de queijo e iogurte;
  • Consumo baixo e pouco frequente de carnes vermelhas;
  • Consumo frequente de pescado;
  • Consumo baixo a moderado de vinho, principalmente às refeições.

O consumo de gordura mono e polinsaturada, característico desta dieta, está associado à diminuição do colesterol total e das lipoproteínas de baixa-densidade (o colesterol LDL, ou seja, o “mau colesterol”), dos triglicéridos e aumento das lipoproteínas de alta-densidade (o colesterol HDL, ou seja, o “bom colesterol”). Com a dieta mediterrânica também se verificou uma diminuição da insulinorresistência e melhoria da síndrome metabólica.

Também alguns estudos indicam a diminuição da incidência de cancro e resultados positivos em casos de perda de peso.

Estes benefícios estão associados ao grande consumo de fruta, produtos hortícolas, leguminosas e cereais poucos refinados.

Para além dos benefícios nutricionais, a dieta mediterrânica devido à origem e sazonalidade dos seus produtos têm um papel importante ao nível cultural e económico dos países, tendo sido considerada património cultural imaterial da humanidade pela UNESCO no ano de 2013.

Se pretende adquirir um estilo de vida saudável não se esqueça da dieta mediterrânica, para além do seu corpo agradecer está a contribuir para o desenvolvimento do nosso país!

Marque já a sua Consulta de Nutrição!

Visite-nos numa Clínica Persona perto de si e agende uma Consulta gratuita e sem compromisso. Só assim é possível saber qual a melhor estratégia a seguir e ter a garantia de um acompanhamento personalizado e adaptado às suas necessidades específicas.

Mais de 30 anos de experiência

Mude com confiança. Alcance os seus objetivos através de tratamentos seguros, eficazes e acessíveis, projetados para resultados duradouros e sem surpresas desagradáveis.

Marcar consulta gratuita

Beneficie de um serviço exclusivo, com total transparência, sem custos escondidos e totalmente comprometido com os seus resultados.

  • Avaliação inicial gratuita.
  • Análise corporal completa.
  • Uma sessão gratuita do programa prescrito (excepto Pershape e Depilação permanente).
  • Planos personalizados e acompanhamento constante.
  • Profissionais de saúde qualificados e em constante formação.
  • Facilidade de pagamento.

Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.