12 Dicas obrigatórias para a nutrição dos idosos

12 Dicas obrigatórias para a nutrição dos idosos


12 Dicas obrigatórias para a nutrição dos idosos Manter bons hábitos alimentares é importante em qualquer fase da vida. O consumo de alimentos mais saudáveis ajuda a prolongar a longevidade e previne o aparecimento de doenças crónicas como colesterol alto, hipertensão arterial e excesso de peso. A nutrição dos idosos deve ser encarada com muito cuidado e há um conjunto de regras a respeitar. Mas não precisa de fazer um drama por isso. Antes pelo contrário, deve ser um prazer. A partir da faixa etária dos 50 anos é frequente assistir-se a um aumento de peso, associado à diminuição dos níveis de estrógenio, testosterona e da hormona do crescimento no organismo. Tudo isto contribui para uma acentuada diminuição da massa muscular. Por este motivo o metabolismo diminui e o organismo passa a queimar menos calorias do que o normal. O estilo de vida influencia o processo de envelhecimento: qualidade do sono, alimentação equilibrada, presença de actividade física, hábitos tabágicos, consumo de álcool e peso corporal são factores determinantes.

Quais as limitações?

O processo de envelhecimento promove algumas limitações que acabam por trazer consequências na ingestão alimentar e no estado nutricional. Por exemplo, os problemas de mastigação, por falta de dentes ou prótese, de deglutição, alterações da função gastrointestinal, com implicações no trânsito intestinal, toma de medicamentos e patologias associadas, como é o caso da diabetes e hipertensão arterial. É também necessário cuidado extra com a perda do paladar e olfato, que contribuem para diminuir o apetite e podem ser um fator de risco para desnutrição. A desidratação é outro problema comum, ficando a ingestão de água muito aquém da recomendada. Por isso os idosos são aconselhados a beber água de forma regular, mesmo que, em teoria, não tenham sede.

O que evitar?

  1. Não salte refeições – o ideal é não estar muito tempo sem comer, ingerindo pequenas porções e fazendo refeições fracionadas ao longo do dia, com intervalos regulares de três em três horas;
  2. Evite alimentos processados e industrializados – são ricos em gorduras, conservantes, corantes, açúcares e sal, que contribuem para diminuir a absorção de nutrientes essenciais ao organismo, afetando o seu bom funcionamento;
  3. Reduza os açúcares refinados – pão feito com farinha branca dificulta a digestão e pode causar flatulência. O açúcar branco é outro vilão na medida em que, se ingerido em excesso, pode causar ou agravar a diabetes;
  4. Modere a ingestão de bebidas alcoólicas – não são recomendadas na medida em que o álcool interage com o medicamento e pode diminuir o seu efeito. Além disso, o álcool possui valor calórico e pode contribuir para o aumento do peso.

O que fazer?

  1. Varie o mais possível a sua alimentação, fazendo refeições saudáveis e coloridas;
  2. Opte por alimentos ricos em ferro (como as leguminosas e carnes), que contribuem para prevenir a anemia. Para aumentar a absorção do ferro, inclua alimentos ricos em vitamina C na alimentação, como a laranja e o kiwi;
  3. Inclua o cálcio (presente nos lacticínios e legumes de folha verde), porque ele ajuda a manter os ossos fortes e saudáveis;
  4. A vitamina A também é importante (encontra-a na gema de ovo, fígado e óleos de peixe), pois protege o sistema imunitário;
  5. Ingira água ou infusões regularmente, mesmo que não sinta sede;
  6. Caso seja possível, faça caminhadas ou exercício físico adequado;
  7. Tomar suplementos alimentares ricos em antioxidantes, com vitaminas e minerais, pode ajudar a atingir as doses diárias recomendadas.
  8. Fale com o seu nutricionista e retire todas as dúvidas.

Mais de 30 anos de experiência

Mude com confiança. Alcance os seus objetivos através de tratamentos seguros, eficazes e acessíveis, projetados para resultados duradouros e sem surpresas desagradáveis.

Marcar consulta gratuita

Beneficie de um serviço exclusivo, com total transparência, sem custos escondidos e totalmente comprometido com os seus resultados.

  • Avaliação inicial gratuita.
  • Análise corporal completa.
  • Uma sessão gratuita do programa prescrito (excepto Pershape e Depilação permanente).
  • Planos personalizados e acompanhamento constante.
  • Profissionais de saúde qualificados e em constante formação.
  • Facilidade de pagamento.

Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.

2 comentários a “12 Dicas obrigatórias para a nutrição dos idosos”