Erros alimentares dos portugueses

10 erros alimentares dos portugueses… e suas consequências a curto prazo


A alimentação inadequada é um dos fatores de risco que maior impacto exerce sobre a saúde.

Apesar da nossa tradição da dieta mediterrânea, muitas vezes nem damos pelas asneiras que cometemos. Há erros alimentares dos portugueses que podem ser catalogados, com facilidade, como muito graves.

Os dados do Instituto Nacional de Saúde revelam que o número de indivíduos com excesso de peso tem vindo a aumentar, bem como o número de pessoas com peso extremamente baixo, o que cimenta a declaração da Organização Mundial de Saúde (OMS), quando afirma que “a situação nutricional decorrente de uma alimentação insuficiente, excessiva ou desequilibrada é hoje o principal problema de saúde do mundo”.

Em Portugal cerca de um milhão de adultos sofrem de obesidade e 3,5 milhões têm excesso de peso, indicam dados recentes da Direcção-Geral da Saúde (DGS).

A OMS estima que em 2020 a obesidade afete 21% dos portugueses e 22% das portuguesas.

Na base destes desequilíbrios nutricionais estão práticas alimentares inadequadas.

Erros alimentares dos portugueses

Como principais erros alimentares dos portugueses destacam-se:

  • Alimentação pouco variada: o que vai traduzir-se em carências de vitaminas, minerais e fibra;
  • Excesso calórico: com acumulação progressiva de gordura e, consequentemente, obesidade;
  • Omissão das refeições intermédias: tendo como consequência hipoglicémia, diminuição do rendimento físico e intelectual, perda de massa muscular, baixa de tensão arterial, dores de cabeça e cansaço;
  • Excessivo consumo de bebidas alcoólicas: associado a patologias do aparelho digestivo, como neoplasia do fígado, cirrose, pancreatite, assim como hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, carcinoma da laringe, faringe e esófago, para além de potenciar o efeito carcinogénico do tabaco;
  • Consumo excessivo de gorduras: o que vai contribuir para o excesso de peso/obesidade, diabetes tipo 2, hipertensão arterial, hipercolesterolémia, arteriosclerose, carcinoma da mama e intestino grosso;
  • Consumo excessivo de açúcar: fortemente associado a cárie dentária e excesso de peso/obesidade;
  • Excessivo consumo de sal: o que vai contribuir para hipertensão arterial, carcinoma gástrico e outras patologias gástricas;
  • Baixo consumo de leite e seus derivados: contribuindo para uma deficiente massa óssea e para a osteoporose;
  • Baixo consumo de frutas e legumes: associado a carência de fibra, deficiência vitamínica e mineral, alterações no trânsito intestinal, obstipação, carcinoma do cólon, reto e sigmóide;
  • Baixo consumo de peixe e excessivo consumo de carne – o que vai contribuir para hipertensão arterial, gota, hipercolesterolémia e excesso de peso/obesidade.

Faça uma alimentação saudável e equilibrada.

A sua SAÚDE agradece.

Visite-nos numa Clínica Persona perto de si e agende uma Consulta gratuita e sem compromisso. Só assim é possível saber qual a melhor estratégia a seguir e ter a garantia de um acompanhamento personalizado e adaptado às suas necessidades específicas.

Categorias: ,

Mais de 30 anos de experiência

Mude com confiança. Alcance os seus objetivos através de tratamentos seguros, eficazes e acessíveis, projetados para resultados duradouros e sem surpresas desagradáveis.

Marcar consulta gratuita

Beneficie de um serviço exclusivo, com total transparência, sem custos escondidos e totalmente comprometido com os seus resultados.

  • Avaliação inicial gratuita.
  • Análise corporal completa.
  • Uma sessão gratuita do programa prescrito (excepto Pershape e Depilação permanente).
  • Planos personalizados e acompanhamento constante.
  • Profissionais de saúde qualificados e em constante formação.
  • Facilidade de pagamento.

Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.

2 comentários a “10 erros alimentares dos portugueses… e suas consequências a curto prazo”